o aviador irlandês

Os cambaleantes

Alguém duvida que a mera forma como se caminha pelas ruas constitui, por si só, todo um manifesto de uma situação vital? A saúde, o dinheiro, a harmonia familiar, os sobressaltos económicos, o estado dessa coisa etérea a que alguns chamam “espírito”, tudo se revela nas passadas. E, por isso mesmo, os desapossados da sorte, aqueles que, por qualquer que seja a razão, se encontram diminuídos face aos outros, facilmente se distinguem.

Andam devagar, consumidos pela depressão ou pela crise renal, raramente levantam os olhos do chão, a não ser para espreitar a custo o mundo que avança apressado. Ou para reconhecer um semelhante, que se deteve no outro lado da rua, e com ele trocar um olhar cúmplice.

Tendo ficado limitada recentemente, e por razões que pouco interesse têm, a uns passinhos de gueixa, dei por mim num novo mundo, onde a pressa de pouco vale. Abranda-se o passo, olha-se para os lados a cada paragem, descobrem-se as fendas que se vão abrindo nos prédios da baixa, espreita-se para dentro do tasco que vai cumprindo a sua função social inestimável, reconhecem-se traços novos nos rostos olhados diariamente: o velho doente dos pulmões que passa o dia a cravar cigarros, a lojista avinagrada que não gosta que as crianças encostem o rosto ao vidro da montra, o guardião da sala de bilhar, que cumpre a função com a seriedade de quem defende um palácio.

Ah, a irmandade que se descobre entre os que vão abrandando, que vivem atormentados pela sufeca, que sofrem de reumatismo, que vêem o mundo a andar à roda e têm de se encostar nas bordas. Trôpegos e lentos, vêem o mundo através de uma lente de ampliar.

Lição aprendida, agora que retomei o passo estugado, procuro pretextos para abrandar.

Anúncios

5 comments on “Os cambaleantes

  1. adao cruz
    Julho 30, 2010

    Muito bem observado, Carla, e fico contente pela recuperação do passo estugado. Já várias vezes tenho dito que, se olharmos com atenção e motivação para as atitudes das pessoas, descobrimos muito do que dentro delas se passa. Falo com algum conhecimento de causa, porque durante toda a minha vida clínica, tive à minha frente milhares de pacientes, cuja vida, com mais ou menos intimidade, eu precisava de descobrir, conhecer e entender.
    Concordo plenamente contigo no que respeita à postura e ao andar das pessoas na rua. Fazem-se diagnósticos incríveis!

    • graça dias
      Julho 31, 2010

      “os cambaleantes” :- são designados por bebaldos, ou coitados por doentes e velhos Como. diz o povo:- ” lá vao a cambalear”
      com a sua sabedoria popular e experiencia de vida, não é necessário licenciaturas , para tal observação

      • Carla Romualdo
        Julho 31, 2010

        Graça:
        se vem cá ler e sugerir, criticar-me, argumentar contra o que quer que seja que eu afirme, será sempre muito bem-vinda. Mas se pretende vir a esta casa para continuar a sua sanha contra o Adão Cruz, cujos motivos ignoro e não me interessam, aviso-a que os seus comentários passam a ser spam e acabarão no sítio que ao spam é destinado.
        Faz parte das mais elementares regras da boa educação não deixar que os nossos amigos sejam mal tratados na nossa casa, não está de acordo?

  2. graça dias
    Julho 31, 2010

    sr. d carla. quem se expoem de forma publica, como a carla, em país democratico. sujeita se a regras da democracia.
    nao tenho que estar de acordo com tudo.
    posso e devo exprimir democraticamente.
    lembro-lhe que nao poder criticar alguem.
    isso era no tempo do sr de santa comba, e na decada do marcelismo.
    vivi intensamente a ditadura.
    quando tentei fazer qualquer observação no trabalho ,implicou uma ida para integorrtório a pide, e mais foi forçada a despedir me do emprego.- (não sabe, nao queira saber o que isso foi, ainda hoje, por vezes sonho com esse pessadelo).
    Sr d carla agradeça por viver num país parece-me democrtico . a critica é saudavel

  3. Carla Romualdo
    Julho 31, 2010

    Graça, releia o meu comentário e evite a vitimização, fica-lhe mal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on Julho 29, 2010 by .

Navegação

%d bloggers like this: